segunda, 02 julho 2012 15:17

Termos de utilização e privacidade

Escrito por

O site da Clinica da Mama da Boavista é uma plataforma para informação e esclarecimento de patologias e serviços relacionados com a mama.

A informação de registo destina-se somente à identificação das utilizadoras do site e não é divulgada ou cedida a outras entidades.

As seccções de comentários são do domínio público, e da responsabilidade dos autores. Não divulgue informação pessoal junto aos artigos. Se tiver alguma dúvida mais pessoal, utilize uma das formas de contacto disponíveis ou solicite uma consulta na página principal.

A Clinica da Mama agradece a não utilização de linguagem inapropriada ou utilizada para fins publicitários. Se pretende pretende divulgar o seu produto ou serviço nesta plataforma, deve contactar Este endereçod e email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. .

Para evitar utilizações abusivas das áreas de comentários, estes só serão tornados públicos após confirmação, motivo pelo qual pode demorar a aparecer no site.

quarta, 09 maio 2012 19:31

Localização e acessos

Escrito por

A CLÍNICA DA MAMA DA BOAVISTA fica situada na cidade do Porto, na zona da Boavista. Está integrada no espaço físico da Casa de Saúde da Boavista, servida de múltiplas opções de transporte.

Casa de Saúde da Boavista
Rua Dr. Domingos Machado, 186,
4250-201 Porto

 

 

AUTOMÓVEL

Pela VCI:
sair no nó de Francos, direcção Boavista
na rotunda, seguir em frente, direcção Rotunda Boavista
no início da Rua 5 de Outubro virar à esquerda-Rua de Domingos Sequeira
no cruzamento com a Avenida de França virar à esquerda
no cruzamento com Rua da Constituição virar à esquerda
na Rua Pedro Hispano, após os semáforos, encontra a Clínica da Mama da Boavista (Casa de Saúde da Boavista)

 

sexta, 27 abril 2012 14:45

Introdução

Escrito por

A CLINICA DA MAMA DA BOAVISTA é uma estrutura médica multidisciplinar criada com base no conceito de One Day Clinic.

Pretende inovar e aperfeiçoar os cuidados médicos na área da prevenção e diagnóstico da patologia mamária.

Tem como objectivo chegar ao diagnóstico num período de tempo curto e numa única consulta, através da abordagem conjugada de diferentes especialistas. Propõe-se realizar, no mesmo dia, a observação clínica, os exames de imagem considerados necessários (mamografia, ecografia mamária, outros...) e a biopsia (se indicado).

E, deste modo, propor soluções terapêuticas ou um plano de vigilância.

Tudo no mesmo dia!

 

Toda a mulher adulta deve realizar periodicamente a sua auto-palpação da mama, de forma a melhor se conhecer e ficar atenta ao aparecimento de qualquer alteração.

Mesmo sabendo não ser um gesto eficaz como forma secundária de prevenção do cancro da mama, pois a sua utilização não consegue aumentar a detecção deste, tem a grande vantagem de simultaneamente desdramatizar e sensibilizar a mulher para esta doença, aumentando a sua cooperação nos programas de vigilância clínica e imagiológica.

Esta técnica consiste na redução cirúrgica do volume mamário de forma a obter uma mama menor e com melhor resultado estético, permitindo também em casos de hipertrofia mamária grande (redução superior a 500 gramas) o alívio sintomático de dores cervicais, dorsais ou dos ombros, bem como a resolução de infecções cutâneas recorrentes.
Existem várias técnicas cirúrgicas disponíveis, quase todas tentando manter a viabilidade do mamilo. A lipoaspiração poderá ser adjuvante nas grandes reduções mamárias.

A mastopexia consiste na correcção cirúrgica da ptose mamária (seios caídos), em que existe uma desproporção do envelope cutâneo em relação ao volume mamário.
Esta situação ocorre geralmente após gravidez, grande emagrecimento ou envelhecimento (perda da elasticidade cutânea).
Poderão ser utilizadas técnicas com cicatrizes peri-areolares, verticais ou horizontais.
Nos casos em que seja desejável um aumento de volume deverá ser complementada com introdução de prótese mamária.

Operação para reconstruir a mama após uma mastectomia. Pode ser realizada com recurso a tecidos da própria doente (retalhos), com recurso a próteses ou a uma combinação de ambos. Os retalhos mais usados são o retalho de pele e músculo abdominal (TRAM-flap) e o retalho de pele e músculo dorsal.

Quase sempre, a reconstrução mamária implica uma correcção na mama do outro lado. A reconstrução mamária deve ser encarada como um processo que se desenvolve em várias fases no tempo, habitualmente em mais do que uma operação. A fase final deste processo, em geral, é a reconstrução do mamilo e da areola.

Existem muitas técnicas e opções para a reconstrução mamária. Estas devem ser avaliadas e ponderadas em função de diferentes aspectos e da vontade e das expectativas da doente.

Consiste na correcção da hipoplasia mamária quer congénita quer involucional (pós parto) com introdução de próteses mamárias de gel de silicone ou em alternativa de próteses de soro.
Poderão ser utilizadas próteses redondas ou próteses anatómicas quando for considerado que a mama tem volume ou forma inadequada.
Como cirurgia estética as cicatrizes têm de ser o mais disfarçadas possível pelo que as prótese serão introduzidas por via axilar, inframamária ou peri-areolar.

incisoes

O aparecimento de um nódulo, que pode ser doloroso, ou a presença de dor mamária são os sintomas responsáveis por 80% das consultas por problemas mamários.

 

Situações que aconselham a observação médica:

 

Nódulo

Nódulo indolor;

Nódulo de novo de aparecimento recente, bem individualizável;

Nódulo de novo numa área nodular pré-existente;

Modificação das características de nódulo pré-existente;

Nodularidade assimétrica que persiste por mais de um ciclo menstrual;

Nódulo com sinais inflamatórios (calor, rubor, vermelhidão, dor) da pele;

Nódulo persistente na axila.

 

Dor

Se associada a um nódulo;

Se interfere com a vida habitual e não responde a medidas 

simples, como o uso de analgésicos;

Dor unilateral e localizada, em mulher pós-menopáusica.

Outros sintomas menos frequentes de patologia mamária são a Escorrência mamilar, as alterações do contorno da pele da mama e as alterações do mamilo.

 

Situações que aconselham a observação médica:

 

Escorrência mamilar

Se aparece numa mulher pós-menopáusica;

Se for constituída por sangue;

Se sair apenas por um canal do mamilo.

 

Alterações da pele

Aumento do volume da mama;

Alterações recentes do contorno da mama;

Repuxamento para o interior localizado;

Pele parecida com a “casca de laranja”.

 

Alterações do mamilo

Repuxamento para o interior que surge de novo;

Assimetria mamilar de aparecimento recente;

Eczema no mamilo.

Biópsia incisional

Consiste na remoção de um pequeno fragmento do tumor, através de uma pequena operação, realizada sob anestesia local. Habitualmente, é utilizada em situações de tumores grandes ou avançados localmente, e inclui também um pequeno fragmento de pele, para avaliar se há ou não invasão da pele pela doença. Também pode ser usada, excepcionalmente, quando as biópsias por agulha não permitem o diagnóstico.


Biópsia excisional

Consiste na remoção da totalidade do tumor. Pode ser realizada sob anestesia local ou geral. Habitualmente usada para a excisão de tumores benignos, mas também pode ser usada em casos de malignidade se as biópsias por agulha não permitem o diagnóstico.